Mensagens recentes

Páginas: [1] 2 3 4 5 6 7 8 9 10
1
Ao lado de Arrascaeta, Rafinha foi a grande dúvida do Flamengo para o segundo jogo da semifinal da Libertadores contra o Grêmio, na última quarta. Por conta de uma cirurgia para corrigir uma fratura no rosto, usou um capacete, foi para o jogo e foi bem. Nesta sexta, na reapresentação do elenco, o camisa 13 confessou que temeu ficar fora da partida.

- Foi complicado. Não gosto de criar fantasia ou dar discurso de que não teve problema. A cirurgia foi complicada. Não vou mentir, nos primeiros dias tive um temor, sim. Sei que não é simples, mas graças a Deus a recuperação foi forte e com o apoio da minha família pude chegar pronto para o jogo e ajudar - disse Rafinha.

Sobre a provocação ao técnico Renato Gaúcho, na comemoração dos jogadores, após a vitória sobre o Grêmio, Rafinha minimizou e disse gostar do treinador.

- Foi uma brincadeira. Tenho um carinho enorme pelo Renato Gaúcho, e ele sabe disso.

https://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/apos-ajudar-o-flamengo-na-libertadores-rafinha-confessa-que-temeu-perder-semifinal-cirurgia-foi-complicada.ghtml
2
Cueva voltou a treinar no Santos na tarde desta sexta-feira, no CT Rei Pelé. Mesmo fora dos planos do técnico Jorge Sampaoli, o peruano foi liberado para trabalhar com o elenco, o que não acontecia desde que o atleta se em uma confusão numa casa noturna, no dia 27 de setembro.

O Santos não confirma, mas o atleta foi multado (valores não foram revelados).

Na quinta-feira, Cueva, acompanhado de seu representante, se reuniu com o superintendente de futebol, Paulo Autuori, para debater questões relacionadas a seu futuro e sobre sua situação no Santos.


Apesar de estar integrado ao elenco, a tendência é que não seja mais utilizado por Sampaoli na sequência da temporada – neste sábado, o Santos enfrenta o Corinthians, em Itaquera, pelo Campeonato Brasileiro.


O jogo entre Corinthians e Santos terá transmissão do canal Premiere, com narração de Cleber Machado e comentários de Casagrande e Ricardinho. O GloboEsporte.com acompanha em tempo real, com vídeos exclusivos, e transmite as entrevistas dos técnicos dos dois times após a partida.

Depois de defender a seleção peruana na última data Fifa, Cueva era aguardado no Brasil na semana passada, mas foi liberado pelo clube "para tratar assuntos pessoais e relacionados à sequência da carreira".

Comprado do Krasnodar, da Rússia, no início do ano, Cueva não conseguiu engrenar no Santos e entrou na lista de transferências. A última partida dele com a camisa do Santos foi no dia 14 de setembro, na derrota por 1 a 0 para o Flamengo, no Maracanã.


O Peixe sequer começou a pagar por Cueva. O peruano está emprestado ao clube até o fim do ano. No contrato assinado com o Krasnodar há uma cláusula de compra obrigatória, no valor de 7 milhões de dólares (cerca de R$ 29 milhões, na cotação atual), que o Peixe pagará em três parcelas a partir de 2020, quando o acordo passa a ser definitivo.

Não é surpresa para ninguém que o Santos tenta negociar Cueva, fora dos planos do técnico Jorge Sampaoli e tratado como um "problema do clube" por Paulo Autuori. Com o fechamento da janela de transferências, os planos do Peixe foram frustrados e o jogador de 28 anos seguirá no clube até pelo menos o final desta temporada.

https://globoesporte.globo.com/sp/santos-e-regiao/futebol/times/santos/noticia/apos-confusao-em-boate-e-suspensao-cueva-se-reapresenta-ao-santos-e-vai-a-campo-em-treino.ghtml
3
A goleada sofrida por 5 a 0 para o Flamengo pela Libertadores, na última quarta-feira, precisa ficar para trás. Chegou a hora de encontrar forças e lutar por uma vaga na competição de 2020. Na ensolarada tarde desta sexta, o Grêmio voltou aos trabalhos no Centro de Treinamentos Presidente Luiz Carvalho com segurança reforçada.

Uma viatura da Brigada Militar com quatro policiais ficou em frente ao CT durante o período da atividade como forma de prevenção para um eventual protesto de torcedores. Dentro do complexo, ao lado do portão que dá acesso ao gramado, um segurança contratado pelo clube também esteve de prontidão.

No campo principal, Renato Gaúcho bateu um papo com Maicon, uma das lideranças do grupo, antes do treinamento começar. O volante permaneceu com o treinador por cerca de 10 minutos enquanto os companheiros aqueciam. O jogador falou e gesticulou com o técnico, que ficou sentado no banco de reservas.

A equipe que enfrentará o Botafogo no domingo, contudo, não foi esboçada. Em atividade reduzida, os tricolores foram divididos em duas equipes, que enfrentavam-se sem a presença dos goleiros. O objetivo era colocar a bola em uma das seis pequenas metas. Renato permaneceu sentado durante o exercício e conversou com o assessor de imprensa do clube João Paulo Fontoura.

Para o jogo do final de semana, Renato Gaúcho sabe que tem quatro baixas: Rafael Galhardo e André cumprirão suspensão, Luan está com uma fissura no pé direito e Jean Pyerre se recupera de uma lesão muscular na coxa direita.

Provável Grêmio: Paulo Victor; Léo Moura (Paulo Miranda), Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Michel, Maicon, Matheus Henrique, Alisson e Everton; Diego Tardelli
O Grêmio volta aos trabalhos neste sábado. A atividade será pela parte da manhã. No domingo, o time recebe o Botafogo na Arena. A partida, válida pela 28ª rodada do Brasileirão, ocorrerá às 16h. O Tricolor está em sétimo lugar, com 41 pontos.

https://globoesporte.globo.com/rs/futebol/times/gremio/noticia/gremio-volta-aos-treinos-apos-goleada-com-seguranca-reforcada-renato-conversa-com-maicon.ghtml
4
O Vasco divulgou na tarde desta sexta-feira um novo vídeo das obras do seu futuro Centro de Treinamentos, em Jacarepaguá. Nele, o presidente Alexandre Campello aparace ao lado do engenheiro civil Rubens Coelho e depois comenta os projetos do clube, inclusive da proposta de modernização de São Januário.

- É uma oportunidade única. Estamos bem atrás de outros clubes. Dos dez maiores, talvez só o Vasco não tenha um estádio para 40 mil (pessoas). Esses outros clubes têm transformado em fonte de recurso. Modernizar São Januário, além de trazer um conforto para o torcedor, trará uma forma de arrecadação. Um projeto ousado, mas possível.

Quanto o CT, Alexandre Campello lembrou que o projeto trará benefícios para a Cidade de Deus e que não causa impacto nas finanças do clube.

- A gente já começa a perceber o resultado dessa obra. Existe uma expectativa grande da comunidade com a vinda do Vasco para cá, que vai trazer interação social. É um momento de transformação do Vasco. Temos muitas dificuldades financeiras, mas estamos realizando alguns projetos que são importantes e que não impactam nas finanças.

https://globoesporte.globo.com/futebol/times/vasco/noticia/campello-visita-obras-do-ct-e-fala-do-projeto-para-reformar-sao-januario-ousado-mas-possivel.ghtml
5
Lá e cá
Na estreia do técnico Eduardo Barroca no Accioly, o Atlético-GO abriu dois gols de vantagem, mas não conseguiu segurar o placar e sofreu o empate aos 45 minutos da segunda etapa. O Dragão aumentou o jejum para seis jogos consecutivos sem vencer, enquanto o Coelho ampliou a boa sequência para cinco jogos seguidos de invencibilidade. Aylon e Pedro Raul marcaram para o Atlético-GO no primeiro tempo. Geovane e Matheusinho balançaram as redes para o América-MG na etapa final.

https://globoesporte.globo.com/go/futebol/brasileirao-serie-b/jogo/25-10-2019/atletico-go-america-mg.ghtml
6
NA MESMA
A luta contra o rebaixamento na Série B do Brasileiro entrou em campo no Estádio Walter Ribeiro na tarde deste sábado. Pela 31ª rodada, os ameaçados São Bento e Guarani ficaram no 1 a 1. O Bugre saiu na frente com Davó, e Paulinho Bóia igualou para os donos da casa. Os dois gols saíram no segundo tempo depois de uma etapa inicial sofrível. O resultado não é bom para ninguém, mas é muito pior para o São Bento, que segue na lanterna, a largos passos para a Série C. O Guarani, ao menos, mantém a distância para a degola.

COMO FICA?
O empate interrompeu uma série de derrotas dos dois times, mas não tirou ninguém do lugar. O São Bento, agora sem vencer há quatro partidas, tem 28, cinco a menos que o Vitória, primeira equipe fora do Z-4 e que ainda joga no domingo, contra a Ponte Preta, em Campinas. A partida da maior rival também interessa ao Guarani. Com 36, a quatro do Figueirense, que abre a degola, o time chegou à terceira partida de jejum, mas foi beneficiado pelo empate por 2 a 2 entre Figueirense e Criciúma. O Figueira abriu 2 a 0, mas não sustentou a vantagem em casa.

https://globoesporte.globo.com/sp/tem-esporte/futebol/brasileirao-serie-b/jogo/26-10-2019/sao-bento-guarani.ghtml
7
Resumão
O confronto entre alvinegros e tricolores terminou empatado na tarde deste sábado. O Figueirense parecia que iria comemorar os três pontos no estádio Orlando Scarpelli após sair na frente com Fellipe Mateus e Rafael Marques, mas o Criciúma conseguiu reagir e empatou com dois gols de Léo Gamalho: 2 a 2. Com um ponto para cada lado na 31ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o Furacão perde a chance de deixar a zona de rebaixamento, enquanto o Criciúma segura o embalo do adversário e também segue vivo na luta contra a degola.

Primeiro tempo
Visitante na partida, o Criciúma ofereceu perigo ao Figueirense nos primeiros minutos, mas não conseguiu ser efetivo e balançar a rede. Aos 22, Léo Gamalho recebeu na entrada da área e arriscou o chute. A bola passou bem perto da meta. Aos poucos, os comandados de Pintado equilibraram o jogo e inauguraram o placar. Aos 45, Fellipe Mateus bateu de primeira, após passe de Rafael Marques, e fez a festa da torcida no Scarpelli.

Como fica?
Com o empate, as duas equipes somam um ponto na tabela da Segundona e mantêm as mesmas posições. O Figueirense chega aos 32, enquanto o Criciúma alcança os 30.

https://globoesporte.globo.com/sc/futebol/brasileirao-serie-b/jogo/26-10-2019/figueirense-criciuma.ghtml
8
O técnico Jorge Sampaoli não poupou críticas à arbitragem da derrota do Santos para o Atlético-MG, por 2 a 0, na arena Independência.

Em entrevista coletiva após a partida, o treinador disse que a demora do VAR para analisar cada lance faz a partida ficar parada por muito tempo, o que, segundo o argentino, é "lamentável".

– A arbitragem tem que ajudar o jogo a melhorar. A primeira consulta ao VAR demorou quase cinco minutos. Parece que precisam de um microscópio. Isso faz com que o jogo dure pouco. Isso, para mim, é lamentável.

Sampaoli ainda indicou um segundo fator que fez o Santos sair derrotado de Belo Horizonte. De acordo com o treinador, além da demora do VAR para definir as jogadas, o posicionamento defensivo do Atlético-MG também dificultou o estilo de jogo do Peixe.


– Incapacidade de quebrar um bloqueio forte. Atlético ficou com o time todo em sua área. Nos custou muito entrar na área deles porque tinham muitos jogadores dentro e porque o jogo ficou muito parado. Ficou difícil para quem quis atacar e fácil para quem quis defender.

E completou:

– Fizeram gol rápido e depois outro na bola parada. Essa conduta que tem mais a ver com se defender. Neutralizaram e não conseguimos jogar. Partida foi favorável ao Atlético-MG em todos os condimentos.

O Santos permanece em Belo Horizonte até a tarde de segunda-feira, quando a delegação retorna à Baixada Santista. No período da manhã, o elenco treina no CT do Cruzeiro.

https://globoesporte.globo.com/sp/santos-e-regiao/futebol/brasileirao-serie-a/noticia/sampaoli-detona-var-em-derrota-do-santos-para-o-atletico-mg-precisam-de-um-microscopio.ghtml
9
Em meio ao ambiente pós-demissão de Odair Hellmann e de procura por um novo técnico, o interino Ricardo Colbachini já se vê pronto para assumir o Inter. Na tarde deste domingo, no Beira-Rio, o técnico lamentou a derrota para o Vasco, a sua primeira no cargo em três jogos até o momento.

O placar para Colbachini é algo que o incomoda, até pelo time ter perdido a chance de se aproximar do G4. Mas nem tudo é só lamentação. O técnico viu um jogo com total domínio colorado, que teve uma estratégia bem definida, apesar de não ter convertido as chances em gol.

– A gente fica muito chateado pela derrota, que incomoda, perdemos a possibilidade de chegar ao 5º lugar. Era nosso objetivo na nossa casa. Mas teve entrega dos atletas, construímos um jogo com 70% de posse, várias chances de gol. Nossa ideia era organizar e dominar o meio com bastante aproximação e combinações, para que terminasse pelos lados com agressividade dos pontas – comentou, em entrevista coletiva.


De fato, o Inter teve maior posse de bola durante os 90 minutos e chegou a balançar as redes, no gol anulado de D'Alessandro – após consultar o VAR, o árbitro marcou falta de Cuesta em Henrique. Já o Vasco, nas raras chances que teve, aproveitou e marcou com Marrony, no segundo tempo.

Essa foi a primeira derrota do interino sob o comando do Inter, depois de uma vitória contra o Avaí e um empate contra o Santos. Apesar de serem apenas três jogos, o histórico de 17 anos como técnico de futebol fazem Colbachini se ver pronto para assumir um time principal.

– Me considero (pronto) sim. Trabalho há 17 anos como treinador, apesar de muitos anos terem sido na base. A gente convive do Inter B, uma categoria profissional, de nível profissional. Já trabalhei no Caxias, no Juventude, tive várias experiências. Tive o feedback muito bom dos atletas. Os atletas estão se doando. O que nosso grupo correu mostra isso. Me considero pronto sim e quero ajudar o Inter o máximo que puder – declarou o interino.

Com o resultado deste domingo, o Inter se manteve na sexta posição da tabela, com 42 pontos. O elenco ganha folga nesta segunda-feira e volta aos trabalhos na terça, às 10h, com treino no CT Parque Gigante. O próximo compromisso pelo Brasileirão é sábado, contra o Bahia, na Fonte Nova.

https://globoesporte.globo.com/rs/futebol/times/internacional/noticia/colbachini-ve-dominio-em-derrota-e-diz-que-esta-pronto-para-assumir-o-inter-quero-ajudar-o-maximo.ghtml
10
O bom momento do Vasco no Campeonato Brasileiro, depois de flertar com a zona de rebaixamento nas primeiras rodadas, tem a marca do técnico Vanderlei Luxemburgo. Sem clube desde 2017, quando deixou o Sport, o treinador aceitou a missão de treinar o Cruz-Maltino e livrar a equipe da Série B em 2019. Menos de seis meses depois, a equipe já está mais próxima do G-6.

Depois de ser cinco vezes campeão brasileiro e com passagem até pelo Real Madrid, Luxemburgo, porém, não acredita estar "recuperando" sua carreira no Vasco. Em entrevista coletiva depois da vitória por 1 a 0 sobre o Internacional, o treinador foi questionado sobre um possível "recomeço", mas descartou o rótulo.

- Eu acho um pouco covarde "recuperar uma carreira". Poxa, minha carreira não precisa ser recuperada. Você esquece de tudo o que eu já fiz no futebol, toda minha a trajetória. Aí você vem com o tempo que eu fiquei parado, mas foi porque eu quis ficar parado. Tenho outros negócios. Não queria voltar. Eu não pensava em voltar. Ninguém tem o direito, ninguém, como tiveram alguns jornalistas, de querer parar alguém. Eu aprendi a usar os termos que estão usando agora. É fácil. É só ler, estudar. Agora, o futebol dentro do jogo não mudou nada. Futebol dentro de campo não mudou absolutamente nada - disse o treinador, que explicou o que fez o Vasco ser o primeiro time a vencer o Inter no Beira Rio neste Brasileirão.


- O segredo é acreditar que pode ganhar. Eu tenho uma frase que vocês podem recordar, que é "o medo de perder tira a vontade de ganhar". Se vier com medo de perder eu vou perder o jogo. Tenho de acreditar. O Fernando Miguel é um goleiro de nível, e a participação dele foi importante porque foram muitas bolas na área. A tendência era os jogadores chegarem para a área - disse o treinador.

Luxemburgo ainda contou os "nervosos" que passou durante a vitória por 1 a 0, principalmente quando o Internacional ensaiou pressões sobre o Vasco.

- O Inter estava invicto aqui, né? Mas não é proibido ganhar aqui. Tem coisas que se cria no futebol. Jogar no Sul é difícil, é difícil, mas não é proibido ganhar. Desde que em campo você lute, se empenhe. A bola passa perto, passa para um lado, para o outro. Vão fazer pressão. Eu estava incomodado com o gandula que é muito rápido. Eu tomei cartão amarelo por causa do gandula (risos) - completou.

https://globoesporte.globo.com/futebol/times/vasco/noticia/luxemburgo-credita-vitoria-do-vasco-a-confianca-dos-jogadores-o-segredo-e-acreditar.ghtml
Páginas: [1] 2 3 4 5 6 7 8 9 10